O início de tudo

 

Eu, Janaína Beltram Duarte, sou professora em uma escola de educação integral. Aceitei o desafio de ensinar os Componentes Curriculares de Ciências para o Ensino Fundamental I este ano, pois, em 2014, fiz o mesmo com os Componentes de História e Geografia, confesso que foi uma experiência incrível para quem só havia alfabetizado até o momento.

Houve uma mudança na grade curricular da prefeitura onde atuo e recebi as seguintes salas: um 3º ano, dois 4º anos e dois 5º anos ao contrário do que foi em 2014, quando trabalhei somente com 5º anos.

O ano letivo começou e eu cheia de expectativa e projetos, mas a realidade foi “batendo em minha porta” à medida que eu descobria como nós, alfabetizadores, tratamos alguns conteúdos. Muitas coisas as crianças não sabiam e o que conheciam era muito raso ou conceitos distorcidos.

Pensei em largar tudo, a dificuldade era tamanha em me fazer entender… afinal para História temos muitas referências o tempo todo, um exemplo são os feriados e Geografia está em todo lugar, ruas, mapas e na TV. Porém, um dia, no pátio da escola, encontrei uma lagarta e me foi sugerido que fizesse um filme para colocar em meu canal do YouTube. E foi o que fiz.

Mostrei o vídeo para uma aluna do 3º ano que me fez várias perguntas sobre o pequeno inseto e que eu não sabia responder. Aí, surgiu em mim o espírito investigativo que queremos desenvolver em nossos alunos (coisa que talvez não tenha conseguido fazer enquanto alfabetizadora).

No início do ano fiz algumas experiências com os 5º anos, como a de observar o processo de decomposição de alimentos para estudarmos a função dos decompositores na cadeia alimentar. Plantar feijões em caixas para observarmos o processo de fotossíntese. (Falaremos destas atividades em breve!!!) Levei o 3º ano ao laboratório de Ciências para comparação e observação do esqueleto e suas articulações.

Mas a pequena lagarta e as indagações de Ana Luiza, minha aluna de 08 anos me fizeram refletir sobre minha prática docente e em meu processo metodológico.

Montei um terrário para a lagarta, fiz várias pesquisas deixando a equipe de biólogos da escola ~de cabelos em pé~ e todos os meus grupos de estudo já cansados de ouvirem descobertas sobre o inseto que fazia a todo o momento.

Infelizmente estávamos em período de greve na escola e a lagarta, que chegou a passar pelo processo de virar pupa não aguentou nosso inverno e morreu. Não consegui mostrá-la para meus alunos porém usarei a pupa para fazer o mesmo experimento de decomposição com os 4º anos, pois como já contei no início do relato, alguns conteúdos ficaram para trás e tentarei deixar tudo em ordem para os próximos anos.

E é depois de tudo isso que entra esse grupo de professores que você vai ver aqui, que fazem parte da construção deste blog e da construção do canal do YouTube, vamos tentar fazer diferente. De maneira lúdica e muitas experimentações.

Por favor 1 minuto de silêncio para a pequena lagarta. kkkkkkk

E você, professor? Como tem trabalhado o ensino de Ciências com seus alunos? Quais são seus principais desafios? Deixe nos comentários suas sugestões e experiências com o ensino de Ciências na escola!

 

2 comentários sobre “O início de tudo

  1. Posso afirmar que vc está no caminho certo. Tenho vivenciado seus ensinamentos junto com ANA LUIZA e minha família.
    Foi surpreendente ouvi-lá falar sobre o corpo humano, a importância da água e sobre o café (rsrsrsrrs) !!!!!!!
    CONTINUE ASSIM SEMPRE, fazendo a diferença…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s