Projeto Mascotes e a Educação Especial

Oi, gente!

Vocês estão acompanhando o Projeto Mascotes, né? Então já sabem o quanto estamos empolgadas. Mas, no meio do caminho, acontecem coisas ainda mais incríveis, que provam, diariamente, que fazer/pensar Ciências é muito importante. E o que vamos falar hoje é de um desses desdobramentos inesperados que acontecem em um trabalho pedagógico e que nos emocionam.

 

Como vocês já sabem, desenvolvemos nossas práticas em uma escola de educação integral de ensino fundamental. São 5 salas dos anos iniciais, sendo um 3º ano, dois 4º anos e dois 5ºanos, e como não poderia ser diferente, temos várias crianças com características especificas, das mais leves as mais severas. Aí vem a questão: “como desenvolver os conteúdos de Ciências da maneira que propomos para o projeto”? Com experiências, ludicidade e práticas como as que vocês têm acompanhado aqui?
Foi quando nos demos conta que a solução do projeto era o próprio projeto!!! \o/
O Projeto Mascotes vem ao encontro de todos os questionamentos, pois além de ajudar com os conteúdos os mascotes estimulam a afetividade e o sistema locomotor, sim sistema locomotor, querem levantar e vir correndo tocar os pequenos seres. Estudos mostram que a convivência diária com animais constrói crianças mais calmas e que fazem amizades com maior facilidade. E é um desses casos de aumento da sociabilidade particularmente expressivo que queremos destacar. Notamos algo de muito importante acontecendo com uma das alunas e consultamos a Silvana, professora de Educação Especial da escola. Pedimos detalhes do caso de uma aluna. Veja o que ela disse:
A aluna tem dez anos e tem diagnóstico de deficiência múltipla (deficiência intelectual e física) decorrente da síndrome Agenesia do Corpo Caloso. É uma criança que apresenta dificuldades em manter a atenção nas atividades que são propostas em sala de aula. Necessita de adaptação curricular por não estar alfabetizada e apoio constante e permanente do professor para realizar as atividades. Nota-se que atividades como a do mascote desenvolvida nas aulas de Ciências são de grande importância por envolver a turma toda despertando a curiosidade para a aprendizagem de novos conceitos de todos os alunos, principalmente de uma aluna com deficiência que teve a oportunidade de ter contato direto com o animal e fazer parte da aula, aprendendo e interagindo com a turma.
É o que notamos em sala. Há um maior comprometimento desses alunos, sempre querem saber como estão nossos mascotes e a integração com a sala aumentou muito. Antes, alguns dos alunos com necessidades especiais que ficavam isolados e que não gostavam de participar, agora se oferecem ou até mesmo são os que tem mais comprometimento. Apontam para os viveiros, ansiosos, esperando para ver e cuidar dos mascotes. Percebi também um maior comprometimento das classes
em relação a esses colegas, sempre tem alguém ajudando ou dando lugar para que possam participar mais efetivamente.
O post ficou longo, mas o que queremos passar é que não há motivo para não tentar atividades diferentes, qualquer que seja o contexto. Muitas vezes, ficamos intimidados, achando que não seremos capazes de tocar atividades com alunos com necessidades especiais. Nosso pedido para você, professor, é que tente, crie e execute práticas diferenciadas. Divida conosco, nos comentários, suas ideias e experiências. Vamos aprender juntos!
Para terminar, o mais especial dos motivos para seguir Pensando Ciências! ❤

 

Aluna da Educação Especial
Aluna interagindo com os colegas em uma das atividades
Aluna com NEE, observa o tenébrio
Aluna do terceiro ano observa e manipula o tenébrio gigante

Um comentário sobre “Projeto Mascotes e a Educação Especial

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s