Estudo de temperatura e a tentativa de fazer um ar condicionado

Saudações,  Pensadores de Ciências! Tudo beleza?

Por aqui as coisas apertaram um pouco… vem ver o porquê.

Estamos estudando a temperatura e todas as outras concepções que ela abrange no projeto Gentileza gera Conhecimento Científico e surgiu a ideia de construir um ar condicionado de garrafas pet, igual esse que vimos no site Mundo Conectado.

O ventilador era a parte mais fácil, temos 2 em sala de aula, as garrafas, pedi para os alunos e o gelo comprei na padaria. E lá fomos nós.

A temperatura medida por volta das 8:00 h, com a professora Natali, estava marcada na lousa assim:

Temperatura: 24ºC

Sensação Térmica: 24ºC

Umidade do ar: 76%

Fiz uma nova marcação, para verificar a situação no meio da tarde.

Temperatura dentro da sala: 37ºC, às 15h26.

E com ajuda de alguns alunos começamos a montar o nosso ar.

Cortamos a garrafa na base, para colocar o gelo
O gelo foi colocado em cada uma das quatro garrafas
Afixamos as garrafas na parte de trás dos ventiladores

Fechamos as janelas e… Quase cozinhamos.

Fechamos as janelas para verificar se o experimento ia funcionar. O calor estava intenso!

Combinamos de verificar a temperatura de 10 em 10 min., a criançada ficou toda na expectativa.

E a curiosidade da turminha? Só aumentava

Temperatura às 15h36…. 37ºC!!!!

\o/

O que aconteceu?

Para nossa surpresa, o tempo foi passando e N-A-D-A acontecia, a temperatura da sala não baixava, mas sentíamos uma brisa mais fresca.

COMO ASSIM?

pratica de ensino de ciencias medindo temperatura
O termômetro não cedeu um grau sequer… 😦

Até que alguém soltou um “ahhhh…”

Nós todos, atentos aos acontecimentos, logo “atacamos” o colega com várias perguntas, foi aí que veio nossa resposta para o que estava acontecendo. E não é que o aluno explicou direitinho?

A temperatura real da sala não mudava, o que estava mudando era a umidade relativa do ar, com o vapor d’água aumentando através das garrafas cheias de gelo e com o ventilador fazendo o papel de vento natural, nossa umidade aumentou resfriando a sala sem baixar a temperatura.

E foi assim que um experimento virou outro, sem querer. Nossos alunos compreenderam a ideia de sensação térmica e a importância da umidade do ar para o nosso bem estar.

É, pensadores de Ciências… Errar muitas vezes ajuda!

E você? Já viu alguma experiência em sala de aula não dar o resultado esperado? Que tal contar sua experiência aí nos comentários?

Até a próxima!

Um comentário sobre “Estudo de temperatura e a tentativa de fazer um ar condicionado

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s